Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Mas onde foi parar?!?!

 

Está um dia cinzento e pinguento e eu aqui fechada em casa a ver testes. Mas os testes têm estado a dar-me um sono terrível. Fiz um almoço espectacular (risotto de cogumelos com rolo de carne folhado), que comi alone e já tomei o meu dulce café mas estou na mesma. Desconfio que é o Pimentinha que me está a pegar a soneira (está aqui deitado o sofá ao meu lado).

 

Mas isto tudo porquê? Porque o meu N., um dia destes, quando vinha para Lisboa fez um tri-peão na auto-estrada e ficou com o carro meio avariado. Se o carro não fosse muito seguro e pesado, acho que teria sido algo muito grave. Assim, só foram danos no carros e uma grande cagaço! Graças a Deus! Mas como ia dizer, ele e o meu irmão foram buscar as peças para arranjar o carro. Sairam de casa de manhã cedo e estamos ao fim da tarde e ainda não regressaram.

 

Ao longo do dia fui ligando para saber como estavam as coisas e saber se ainda faltava muito para o regresso. Tinha uma leve esperança de almoçar acompanhada e não pelo Pimentinha.

Enquanto ultimava o almoço, aproveitei para arrumar a roupa lavada e brincar com o Pimentinha em cima da minha cama com o seu ursinho de estimação. Tinha acabado de ligar ao meu irmão para saber novidades e pousei o telemóvel.

 

Fui tomar banho, almoçar, arrumar a cozinha e sentar-me a ver a série da espiã que dá na SIC. De repente, lembro-me do telemóvel. Decidi ir buscá-lo para o sofá, para junto de mim.

 

Procuro na sala. Vejo no meio dos testes, no meio das almofadas do sofá, no cadeirão, em cima da da mesa, no aparador... nada! Vou para a cozinha. Não está na mesa, no fogão, junto das plantas nem dentro do forno ou frigorífico! Mas que raio... próxima etapa: casa de banho. Nada, nem dentro da banheira. Sei lá, podia tê-lo levado para lá distraidamente! :PPPP

 

Fui para o meu quarto. Do meu lado da cama, esgravulhei tudo, levantei a roupa que estava em cima da cama para acabar de arrumar, levantei as almofadas e nada. Pronto, desisto. Pode ser que o N. chegue entretanto. Sentei-me e peguei de novo nos testes mas sempre com o pensamento no telefone.

 

O telefone não podia ter desaparecido. Não veio ninguém cá a casa e eu também não saí. O cão também não consegui pegar no telemóvel porque é pesado e o cão tem uma boquinha pequenina. Tem de estar nalgum lado. Mas onde? Lembrei-me de vir à net e mandar uma sms pelo mytmn para ouvir de onde vinha o som. Mas tenho de agradecer à TMN o não funcionamento das mensagens online pois não me ajudou nem um bocadinho na minha demanda. Obrigadinha, tá?

 

Nova procura pela casa inteira, varandas incluídas. Mais uma vez volto ao meu quarto e, desta vez, vou até ao lado da cama do N., Levanto a almofada, nada. Levanto umas calças de pijama para arrumar e... BINGO! Acheiiii!!! Que nervos! É nestas laturas que tenho um imenso desgosto de ser tão despassarada... arfs! :/